top of page
Buscar
  • Foto do escritorTiãozinho Safrater

Aprendendo com sons e cores a DIVERSIDADE

cei - creche


Celebramos no dia 20 de novembro o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, feriado em mais de mil cidades brasileiras e uma referência à morte de Zumbi de Palmares, negro pernambucano que nasceu livre e foi escravizado aos seis anos de idade. O Dia da Consciência Negra, assim como todo o mês de novembro, marca a importância das discussões e ações para combater o racismo e a desigualdade social no país. Fala também sobre avanços na luta do povo negro e sobre a celebração da cultura afro-brasileira. Para celebrar esse mês algumas atividades marcaram o CEI, trazendo atividades lúdicas para trazer lições sobre a diversidade. Uma das atividades foi a construção de uma personagem negra, por meio de desenho, pintura e colagem de lantejoulas.





As crianças ajudaram a compor o perfil de uma mulher negra usando turbante colorido, assim puderam potencializar a prática antirracista na Educação Infantil valorizando as características individuais de cada um.


Andando pela rua, uma menina percebe, nas pessoas que passam, um ar preocupado, ou triste, ou aborrecido. Parecem todos apáticos, levando uma vida descolorida e sem alegria. Por mais que tente, a menina não consegue contato com essas pessoas. Aos poucos, vai ficando contaminada pela desolação geral e começa, ela também, a desbotar. De repente, escuta o TUM-TUM do próprio coração e tem uma ideia. Vai até sua casa, pega um pequeno tambor e sai pelas ruas tocando com força, enchendo o ar de TUM-TUNS contagiantes, arrebatando as pessoas, que ganham vida, recuperam suas cores e entram no cortejo de música e alegria que segue a menina e seu tambor.




Inspirados por essa emocionante história foi proposta uma atividade no qual foi apresentado o tambor, instrumento musical primitivo utilizado pelos indígenas, depois com materiais não estruturados foram construídos tambores para os pequenos. A atividade promoveu a análise da leitura, a coordenação motora, a socialização e a capacidade de aprendizagem da criança, através de instrumentos de percussão de forma divertida, apresentando a cultura africana aos pequenos.

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page